Desenvolvimento

Espiritualidade como ferramenta no desenvolvimento socioambiental

November 21, 2020

A espiritualidade deveria ser a estrutura do desenvolvimento social

É muito difícil imaginar espiritualidade sendo separada de tudo o mais no mundo. Não se pode alcançar paz e bem-estar interior sem viver a conexão entre sua espiritualidade e tudo relacionado à sua vida. O bem-estar só vem da consciência profunda, que requer compaixão (um valor altamente enfatizado na espiritualidade) por si mesmo e uma profunda sensibilidade ao bem-estar dos outros. É igualmente difícil imaginar uma comunidade unida, fortalecida e em direção da mudança consciente social, se seus membros não alcançam essa conexão, primeiramente, interna descrita acima.

As abordagens espirituais enfatizam a interconectividade que requer uma estrutura holística que incorpore questões relacionadas, como justiça social, justiça econômica, direitos humanos e sustentabilidade ecológica. Para isso, é fundamental integrar economia, política, social, cultura e meio ambiente ao tema da espiritualidade.

A espiritualidade deveria ser vista como a base moral da sociedade, e não como uma das várias dimensões que compõem a sociedade. Em outras palavras:

A espiritualidade não deve ser usada apenas como um aspecto do desenvolvimento, mas como sua estrutura, uma vez que a espiritualidade é parte integrante da vida das pessoas.

Isso não significa que a espiritualidade resolverá os problemas do mundo ou que será igualmente influente para todas as pessoas ou em todas as situações, mas oferece possibilidades de repensar o desenvolvimento de comunidades e projetos socioambientais.

O conhecimento holístico é fundamental para a compreensão das causas e soluções para as questões sociais, econômicas, ambientais e políticas contemporâneas do mundo de hoje. Embora a experiência espiritual possa ser subjetiva, a espiritualidade no desenvolvimento permite uma compreensão prática de que o desenvolvimento comunitário trata de abordagens respeitosas e sustentáveis da natureza e de todos os seres humanos.

Existem algumas razões pelas quais devemos definitivamente incluir a espiritualidade juntamente com todos os outros tópicos do desenvolvimento. Uma delas, é o fato da espiritualidade poder moldar decisões e ações, que no desenvolvimento podem ser tanto a favor quanto contra mudanças e, assim, explorar o papel da espiritualidade resultaria em intervenções mais eficazes. Outra razão seria que, no caso de intervenções que ignoram a espiritualidade, intencionalmente ou não, não apenas a espiritualidade das pessoas seria afetada, mas também áreas como meio ambiente, relações de gênero e interdependência da comunidade. E, finalmente:

o fracasso em não permitir e incentivar o papel da espiritualidade na vida das pessoas tira delas a oportunidade de determinar seus próprios valores e prioridades e, portanto, é anti-desenvolvimentista.

Trabalhei por anos com projetos sociais e desenvolvimento de comunidades. Em minhas pesquisas do mestrado, provei cientificamente o impacto da espiritualidade no desenvolvimento de comunidades e em projetos socioambientais, com beneficiários de todas as idades. As pessoas que recebem educação espiritual por meio da participação nas instituições e/ou projetos tendem a notar mudanças em suas vidas e percepções sobre suas comunidades, natureza e sociedade e isso é transformado em ações que beneficiam não apenas suas vidas pessoais, mas também seus arredores.

A interconexão gerada por meio das abordagens de ensino das instituições leva os participantes a ampliar sua consciência, tornando-os mais ativos em solucionar os problemas de suas comunidade, assim como incentiva a cooperação e a união no desenvolvimento das comunidades. As pessoas imersas em aprendizados espirituais apresentam aspectos de mudança de comportamento, como hábitos de consumo e nutrição, experimentaram sentimentos, como gratidão, pertencimento, realização, felicidade e conexão, e esses sentimentos também são compartilhados com seu entorno.

Elas também mostram mudanças em suas percepções sobre trabalho e educação, com a compreensão da importância de sua força de trabalho para suas comunidades e sociedade. Por meio da aplicação da espiritualidade em suas atividades profissionais, eles encontram um propósito em suas vidas. As mudanças na percepção e relacionamento com a natureza também é percebida com uma conexão espiritual com esta em termos de sentir-se parte de um sistema, não como dominadores, mas como um membro.

Para concluir cito o pesquisador Anselmo Vasconcelos: “não é razoável esperar que a melhoria do planeta, organizações, sociedade e humanidade seja alcançada sem o forte compromisso de desenvolver e praticar a espiritualidade em maior escala”.

Você também pode gostar de:

No items found.
MAIS POSTS