Espiritualidade

Afinal, o que é espiritualidade?

November 21, 2020

Espiritualidade é encontrar significado além do que vemos e tocamos

Imagina sua vida sendo reinventada todos os dias. Imagine você encontrar significado além do que só vemos e tocamos, o que chamamos de matéria, e conseguir ressignificar, constantemente, sua existência, sendo capazes de, como indivíduos, dar um novo sentido para a vida. Parece extra-humano? Parece surreal? Pois é muito mais simples e acessível do que se imagina, na verdade, este “poder” já vem no pacote, está com você. Mas para entendermos como conseguir acessá-lo, vamos primeiro compreender o que é espiritualidade (e que ela NÃO é).

Primeiro de tudo, quero começar a dizer o que espiritualidade NÃO é. Ela não é sinônimo de religião. Não é um ativo exclusivo para pessoas iluminadas e seguidoras de um Ser superior. Não é algo a ser alcançado, mas sim trabalhado. Não é contrária ou se opõe à ciência. E, por último, espiritualidade não é talvez nada do que te contaram. Então, afinal, oque é essa tal espiritualidade?

Espiritualidade é um tema crucial com relação à maneira com que os seres humanos tomam decisões e como percebemos a vida, vemos e tratamos a nós mesmos e nosso entorno.

Pode ser definida como a relação que temos com nós mesmos e tudo o mais: outros seres, a natureza, o universo, nossas atividades. A espiritualidade é o eu interior que define quem somos.

Espiritualidade é a busca por 'algo mais', ou de acordo com o professor Leandro Karnal, tornar-se um ser espiritual é o jeito pelo qual podemos sair desta prisão da vida, exaustiva e repetitiva, no sentido de viver nossas vidas apenas para resolver tarefas. Espiritualidade é a capacidade de pensar em um propósito maior e nos levar para além desse padrão de repetição, incapaz de produzir transcendência. Pode melhorar o intelecto, a sensibilidade (em relação a outros seres humanos e a natureza) e a capacidade de escolher os melhores caminhos na vida.

A espiritualidade também promove a sensação de que somos relevantes porque pertencemos a algo maior. Ela transcende a vida cotidiana e baseia-se em questionamentos pessoais de questões existenciais de significados e propósito. A espiritualidade se revela através do profundo entendimento sobre o significado da vida, da natureza humana e da adoção da perspectiva transcendental. Como consequência disso, a visão sobre o mundo micro e macro que nos cerca muda, isso inspira comportamentos, atitudes, pensamentos e tomadas de decisão.

Uma vez no caminho da espiritualidade, deve-se aplicá-la em todas as decisões e áreas de nossas vidas, como um exercício de transcendência.

A espiritualidade exige grandes esforços a serem desenvolvidos e praticados diariamente. Isso significa que aqueles que estão conscientes de sua espiritualidade, também são capazes de perceber que tudo e todos estão em constante mudança ou, como referido no budismo, um permanente estado de 'impermanência'. Isso significa que a realidade nunca é estática, é dinâmica, impermanência é a característica essencial de toda existência fenomenal.

A espiritualidade proporciona uma mudança na percepção do desafio da carreira "sob a estrutura de um propósito mais elevado ou missão nobre, além de desempenhar
seus deveres inspirados em valores como tolerância, alteridade e amizade", como afirma Vasconcelos.

Outros dois conceitos importantes sobre espiritualidade são "consciência" e "interconexão". Para isso autoconhecimento é imprescindível. O autoconhecimento é o estado em que alcançamos quando começamos a ter consciência de quem somos, crescimento pessoal, evolução e conexão com os outros. A espiritualidade é fundamental para a compreensão do 'eu' e nos leva ao que já foi mencionado nos parágrafos anteriores: realização, transcendência, sair de uma vida automatizada, encontrar um objetivo mais elevado. A interconexão é o entendimento de que tudo neste universo depende, como mecanismo, das pequenas partes para funcionar. Em outras palavras, é como se o universo fosse um corpo, e cada órgão tem sua responsabilidade de manter o corpo funcionando bem. Isso se aplica ao mundo externo: tudo ao nosso redor, e interno, dentro de nós mesmos.

Quando a espiritualidade é entendida corretamente, fortalece nosso propósito de vida, autoestima e afeto positivo. Também outras dimensões da vida humana, como motivação intrínseca, simplicidade, gratidão, moderação e felicidade. Sobre este último, Mahatma Gandhi afirmou: “o fim a ser buscado é a felicidade humana combinada com pleno crescimento mental e moral. Eu uso o adjetivo moral como sinônimo de espiritual”.

Resumindo, a espiritualidade é o relacionamento que se tem consigo mesmo e com o todo, é a crença de que há 'algo mais', é a busca de significado em tudo na vida, uma busca de ressignificação, pois tudo está em constante mudança. A espiritualidade procura o objetivo mais elevado e nos tira desse padrão de repetição, que faz o ser espiritual transcender. Traz uma vida consciente em relação a nós mesmos e ao mundo ao nosso redor, e essa consciência promove a interconexão.

Você também pode gostar de:

MAIS POSTS